CIA emite alerta sobre cloroquina de Trump e Bolsonaro: pode matar

A CIA emitiu um alerta a seus agentes para que não usem a hidroxicloroquina, o remédio propagandeado por Trump e Bolsonaro como solução para a Covid-19. Segundo a agência, o remédio pode causar “morte cardíaca súbita"

Jair Bolsonaro e Donald Trump
Jair Bolsonaro e Donald Trump (Foto: Reuters | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  O Washington Post, em reportagem intitulada “Remédio promovido por Trump é alvo de alerta da CIA”, informou que uma semana após a recomendação de Trump  o serviço de espionagem dos EUA avisou seus agentes que a hidroxicloroquina poderia causar “morte cardíaca súbita”. O remédio é propagandeando tanto por Trump como por Bolsonaro como “solução mágica” para a pandemia de coronavírus.

O registro, feito por Nelson de Sá em sua coluna, anota ainda que na reportagem, o Washington Post identificou os problemas com a droga no Brasil: “um estudo no Brasil sobre a cloroquina, similar à hidroxicloroquina, foi interrompido porque participantes desenvolveram problemas cardíacos”.

O New York Times foi além e dedicou uma reportagem só ao estudo brasileiro, destacando que foi “encerrado após pacientes desenvolverem batimentos cardíacos irregulares”. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247