CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Colunista sugere que Barbosa está no STF por ser negro

Depois de afirmar que Marco Aurélio Mello foi nomeado ministro por ser parente de Collor, Joaquim Barbosa recebeu o troco; segundo Claudio Humberto, ele está lá porque Lula queria “um negrão”

Colunista sugere que Barbosa está no STF por ser negro (Foto: STF/Divulgação)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Qual foi o critério decisivo para a escolha de Joaquim Barbosa como ministro do Supremo Tribunal Federal? Segundo o jornalista Claudio Humberto, Lula queria um “negrão”, que teria sido localizado por Frei Betto. Polêmico, Barbosa afirmou que Marco Aurélio Mello se tornou ministro por ser parente de Collor. Agora, recebeu o troco. Leia o texto de Claudio Humberto:

PARA ENTRAR NO STF VALE TUDO, ATÉ A COR DA PELE

Após insinuar que o currículo do colega Marco Aurélio não influiu na sua indicação para o Supremo Tribunal Federal, o ministro Joaquim Barbosa ficou sujeito a ouvir que critérios de escolha variam em cada presidente e, no caso dele, a cor da pele pesou mais que a marcante trajetória. Lula queria ser o presidente a indicar o primeiro negro para o STF, embora o currículo de Barbosa tenha ajudado a definir a escolha.

O “PADRINHO”

Lula pediu aos assessores “um negrão” para ser indicado ao STF, e quem localizou Barbosa foi o então assessor palaciano Frei Betto.

CURRÍCULO

Outros juristas negros foram sugeridos a Lula, quase todos com currículos admiráveis. Um deles se chamava Joaquim Barbosa.

BOLA NO CHÃO

Joaquim Barbosa ficou irritado porque suas críticas a Marco Aurélio não saíram no site do STF. Foi o presidente Ayres Brito tentando reduzir tensões.

NO BRAÇO?

O primeiro atrito de Joaquim Barbosa foi com Marco Aurélio, que até o desafiou a resolver diferenças nas condições que o colega “quisesse”.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO