Conde: Boechat é um propagador de mediocridade

"É uma máquina de repetir clichês que garante a audiência da classe média abestalhada. É um propagador de mediocridade, preconceito, prepotência e fakenews. É o freak journalism", diz o linguista Gustavo Conde, que ainda o vê como um 'Datena Nutella'; ontem Boechat falou, no ar, uma fake news sobre o rosário abençoado pelo Papa, enviado a Lula

"É uma máquina de repetir clichês que garante a audiência da classe média abestalhada. É um propagador de mediocridade, preconceito, prepotência e fakenews. É o freak journalism", diz o linguista Gustavo Conde, que ainda o vê como um 'Datena Nutella'; ontem Boechat falou, no ar, uma fake news sobre o rosário abençoado pelo Papa, enviado a Lula
"É uma máquina de repetir clichês que garante a audiência da classe média abestalhada. É um propagador de mediocridade, preconceito, prepotência e fakenews. É o freak journalism", diz o linguista Gustavo Conde, que ainda o vê como um 'Datena Nutella'; ontem Boechat falou, no ar, uma fake news sobre o rosário abençoado pelo Papa, enviado a Lula (Foto: Leonardo Attuch)

Por Gustavo Conde, em seu facebook Boechat é o retrato da imprensa brasileira: ele mal sabe o que está acontecendo no país. É uma máquina de repetir clichês que garante a audiência da classe média abestalhada. É um propagador de mediocridade, preconceito, prepotência e fakenews. É o freak journalism, em que um sujeito é pago para expor os seus delírios pessoais em tom de indignação, mais ou menos como um 'Datena Nutella'. Boechat é o terror dos neurônios, o boçal do sofá, o fundo do poço do argumento. Que ele viva em paz com sua própria condição de atração grotesca.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247