Condenação de Reinaldo Azevedo é tentativa de intimidar imprensa independente, diz Grupo Prerrogativas

O jornalista Reinaldo Azevedo informou no programa “O É da Coisa”, na Band, que foi condenado em um processo por crime contra a honra movido por Deltan Dallagnol

Reinaldo Azevedo
Reinaldo Azevedo (Foto: Reprodução/Youtube)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Reinaldo Azevedo informou no programa “O É da Coisa”, na Band, que foi condenado em um processo por crime contra a honra movido por Deltan Dallagnol. 

“Dallagnol não gostou de algumas coisas que eu disse a respeito dele e resolveu me processar”, informou o jornalista.

Ele foi condenado pela primeira instância da Justiça do Paraná. Ele havia questionado a intangibilidade do Ministério Público, que fecha os olhos diante de infrações claras, bem como a ambição por uma impunidade absoluta em relação aos procuradores, como quando seu Conselho Nacional (CNMP) suspendeu o julgamento do Dallagnol.

Segundo o Grupo Prerrogativas, a condenação de Reinaldo Azevedo é uma “tentativa de intimidar a imprensa”.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247