Cortes no Exército vão ‘desempregar’ 25 mil jovens

O jornalista Fernando Brito afrima que o desprezo de Bolsonaro pelo Exército chega a ser chocante. ELe diz que 25 mil jovens serão simplesmente desligados porque "o governo não tem dinheiro para nada". Brito afirma que para estes, acabará restando o "exército do crime"

exercito
força nacional
exercito força nacional (Foto: Aquiles Lins)

Por Fernnado Brito, do Tijolaço - Parabéns, generais, pelo governo que ajudaram a instituir no Brasil.

Enquanto começa a tramitar no Congresso o aumento de seus soldos – que são “uma vergonha”, não é, General Augusto Heleno? – o Governo Federal, que “não tem dinheiro para nada” – vai levar as Forças Armadas a cortarem quase um terço dos seus recrutas, 25 mil dos 80 mil jovens que estão alistados hoje.

Sim, porque ao contrário da classe média, que fazia “o diabo” para escapar do serviço militar, para os pobres o quartel é muitas vezes a alternativa de um emprego de salário mínimo, alimentação, alojamento total ou parcial, assistência médica, fazer um curso profissionalizante e muito mais do que conseguiria fora do quartel, porque suas famílias não podem lhes dar e o mercado de trabalho em crise não permite.

Mas são recrutas, “mortos de fome”, carne barata.

E, desprezados pelo Exército Brasileiro, quem sabe lhes acabe restando o exército do crime?

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247