CQC bota vereador do Recife para correr

Ao ver uma equipe do programa humorstico da TV Bandeirantes se aproximar para repercutir o aumento salarial de 62%dos vereadores recifenses - aprovado no ano passado, o socialista Incio Neto no pensou duas vezes e saiu correndo. Isso mesmo: o parlamentar deu no p literalmente

 CQC bota vereador do Recife para correr
CQC bota vereador do Recife para correr (Foto: Montagem PE247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – Parece mentira, mas não é. Ao ver uma equipe do programa humorístico CQC, da TV Bandeirantes, se aproximando, na tarde desta terça-feira (24), para a realização de uma entrevista sobre o último aumento salarial dos vereadores recifenses, o socialista Inácio Neto não pensou duas vezes e saiu correndo. Isso mesmo: o parlamentar “deu no pé” literalmente. E o mais curioso é que o representante do povo tentou se desvencilhar da reportagem pelas ruas do Centro do Recife.

Mostrando conhecimento dos atalhos recifenses, Inácio Neto acabou driblando os intrépidos pupilos de Marcelo Tas. O vereador socialista, que já ocupou a Vice-líderança de Governo, é afeito a protagonizar episódios, no mínimo, inusitados. Ele já protagonizou embates curiosos com a oposição, chegando a ser taxado de pouco comum por muitos de seus colegas. Claro, sempre em reserva.

No entanto, Inácio Neto não foi o único vereador recifense a fugir da reportagem do CQC. Outros parlamentares não aceitaram dar entrevistas, sob a recomendação do presidente da Câmara, Jurandir Liberal (PT). O petista aconselhou os seus pares a deixarem a Casa de José Mariano o quanto antes para evitar “contato” com o CQC.

A equipe do programa de TV veio ao Recife repercutir o aumento salarial de 62% dos vereadores, votado às pressas e em caráter extra pauta no final do ano passado. Com o reajuste, os rendimentos dos 37 parlamentares passaram dede R$ 9.287,57 para R$ 15.031,76. O caso causou revolta da população recifense e foi condenado por várias entidades de classe, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email