Crivella se irrita com jornalista da Globo e Record revida

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, se irritou com uma repórter da Globo nesta quinta-feira 11, durante uma entrevista sobre a situação da cidade após as fortes chuvas dos últimos dias, e a afastou dos demais jornalistas presentes na coletiva; o episódio resultou em uma nota da emissora lida por William Bonner na bancada do Jornal Nacional e a provocações da principal concorrente, Record, que acusa a Globo de editar a reportagem e a induzir os telespectadores a "errar interpretação"

Crivella se irrita com jornalista da Globo e Record revida
Crivella se irrita com jornalista da Globo e Record revida

247 - O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), se irritou com a repórter Larissa Schmidt, da TV Globo, nesta quinta-feira 11, durante a cobertura de uma coletiva sobre a situação da cidade após as fortes chuvas dos últimos dias, e a afastou dos demais jornalistas presentes na entrevista. O episódio resultou em uma nota da emissora lida por William Bonner na bancada do Jornal Nacional e a provocações da principal concorrente, Record.

Em sua fala irritada à repórter da Globo, Crivella negou que a cidade estivesse "parada", como ela havia dito, e mostrou impaciência ao tentar justificar por que acreditava que as coisas estavam voltando a funcionar depois dos temporais, a exemplo do trânsito. "Você já terminou a pergunta? Posso responder agora?". Em seguida, o prefeito afastou a jornalista do grupo e disse que se recusava a dar entrevista para a Globo.

"É um direito meu", afirmou. Em seguida, citou que é por isso que o presidente Jair Bolsonaro e diversos outros políticos não querem falar com a emissora. O motivo, segundo ele, é o fato de distorcer os acontecimentos e "fazer campanha contra a cidade do Rio de Janeiro".

"É impressionante como a Rede Globo de Televisão é absolutamente contra a cidade do Rio de Janeiro. É a televisão que anuncia, o tempo todo, os problemas do Rio, que faz drama sobre coisas corriqueiras que acontecem nas nossas vidas desde que eu nasci aqui", disse. A repórter, nesse momento, lembrou que 10 pessoas morreram em decorrência da chuva na capital.

Crivella também acusou a emissora de chantagem. "O que a Globo quer é dinheiro na sua propaganda, o que ela quer é que a gente faça uma festa no Carnaval e ela possa vender R$ 240 milhões com a Prefeitura pagando todo o Carnaval. Isso está errado. Então, o que elas fazem é chantagem, é chantagem, isso não tem nada a ver com interesse da cidade. E seguramente não vão colocar isso no ar", acusou.

Em seu portal de notícias, R7, a Record rebateu, acusando a concorrente de editar a entrevista com Crivella e induzir o público a "errar interpretação". "Com os cortes nas falas de Crivella, o telespectador é levado a pensar que o prefeito trata a chuva e as mortes como problemas corriqueiros, sem importância — o que não é verdade", diz a matéria. Veja aqui a reportagem exibida no JN e a nota lida por Booner.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247