DCM: Janot sai de cena de maneira patética

"Desmoralizado diante do desmonte da delação da JBS e de suas bravatas sobre flechas, escolheu o caminho mais óbvio para tentar salvar o que restou de sua reputação: denunciou Lula e Dilma", diz o jornalista Kiko Nogueira, editor do DCM; "Rodrigo Janot conseguiu ressuscitar Michel Temer e tirar das cordas seu desafeto Gilmar Mendes. Não é pouca coisa. Precisa errar muito. Magro e abatido, vai para casa chorar na cama, que é um lugar quente"

Brasília- DF 26-08-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Procurador Geral da república, Rodrigo Janot, durante sabatina do senado.
Brasília- DF 26-08-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Procurador Geral da república, Rodrigo Janot, durante sabatina do senado. (Foto: Leonardo Attuch)

Por Kiko Nogueira, editor do DCM

Rodrigo Janot escolheu sair de cena da maneira mais patética possível.

Desmoralizado diante do desmonte da delação da JBS e de suas bravatas sobre flechas, escolheu o caminho mais óbvio para tentar salvar o que restou de sua reputação: denunciou Lula e Dilma.

Ganhou o Jornal Nacional, mas não convenceu. Na GloboNews, o assunto predominante eram as malas de dinheiro no bunker de Geddel Vieira Lima.

(...)

Rodrigo Janot conseguiu ressuscitar Michel Temer e tirar das cordas seu desafeto Gilmar Mendes. Não é pouca coisa. Precisa errar muito. Magro e abatido, vai para casa chorar na cama, que é um lugar quente.

Leia a íntegra no DCM.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247