DCM: ração de Doria transformou em pó suas ambições presidenciais

O jornalista Kiko Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, afirmou nesta sexta-feira, 20, que a polêmica envolvendo a "ração humana" do prefeito João Doria (PSDB) é uma prova de que o "gestor" é um dos piores prefeitos que São Paulo jamais terá; "Ele agora recua. Já foi anunciado que a coisa foi retirada da merenda escolar. Agora trata-se de dar um fim completo na "farinata", mas sem dar muito na pinta. Deixar o assunto morrer. É tarde demais e o estrago está feito. Para sempre o nome de João Doria estará atrelado ao termo 'ração humana'", diz

O jornalista Kiko Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, afirmou nesta sexta-feira, 20, que a polêmica envolvendo a "ração humana" do prefeito João Doria (PSDB) é uma prova de que o "gestor" é um dos piores prefeitos que São Paulo jamais terá; "Ele agora recua. Já foi anunciado que a coisa foi retirada da merenda escolar. Agora trata-se de dar um fim completo na "farinata", mas sem dar muito na pinta. Deixar o assunto morrer. É tarde demais e o estrago está feito. Para sempre o nome de João Doria estará atrelado ao termo 'ração humana'", diz
O jornalista Kiko Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, afirmou nesta sexta-feira, 20, que a polêmica envolvendo a "ração humana" do prefeito João Doria (PSDB) é uma prova de que o "gestor" é um dos piores prefeitos que São Paulo jamais terá; "Ele agora recua. Já foi anunciado que a coisa foi retirada da merenda escolar. Agora trata-se de dar um fim completo na "farinata", mas sem dar muito na pinta. Deixar o assunto morrer. É tarde demais e o estrago está feito. Para sempre o nome de João Doria estará atrelado ao termo 'ração humana'", diz (Foto: Aquiles Lins)

247 - O jornalista Kiko Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, afirmou nesta sexta-feira, 20, que a polêmica envolvendo a "ração humana" do prefeito João Doria (PSDB) é uma prova de que o "gestor" é um dos piores prefeitos que São Paulo jamais terá.

Para Nogueira, em sua busca por se viabilizar como candidato à presidência da República, sempre subestimando a inteligência alheia, ele descuidou da forma e do conteúdo.

"Ele agora recua. Já foi anunciado que a coisa foi retirada da merenda escolar. Agora trata-se de dar um fim completo na "farinata", mas sem dar muito na pinta. Deixar o assunto morrer. É tarde demais e o estrago está feito. Para sempre o nome de João Doria estará atrelado ao termo 'ração humana'", diz o editor do DCM. 

"O alcaide tem uma insensibilidade social invencível casada com mentalidade de milagreiro. Havia tentado 'extinguir' a cracolândia com a PM. Faltava acabar com a fome com uma pílula feita de lixo reciclado. Um desastre. Como diria seu mentor, rindo em alguma poltrona do Morumbi enquanto toma sua sopinha: o apressado come cru", diz Kiko Nogueira. 

Leia o texto na íntegra no DCM

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247