Declarações de Bolsonaro sobre política externa provocam críticas no Congresso

Os gestos de Jair Bolsonaro (PSL) no que diz respeito à política externa têm sido reprovados por parlamentares que estão à frente das Comissões de Relações Exteriores de Câmara e Senado; a mesma reprovação se dirige a intenções de ações diplomáticas manifestadas pelo grupo do presidente; Bolsonaro já afirmou que vai transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, na contramão do entendimento internacional a respeito da disputa de Israel e Palestina pela cidade

Declarações de Bolsonaro sobre política externa provocam críticas no Congresso
Declarações de Bolsonaro sobre política externa provocam críticas no Congresso (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes/Pool)

247Os gestos de Jair Bolsonaro (PSL) no que diz respeito à política externa têm sido reprovados por parlamentares que estão à frente das Comissões de Relações Exteriores de Câmara e Senado. A mesma reprovação se dirige a intenções de ações diplomáticas manifestadas pelo grupo do presidente. Bolsonaro já afirmou que vai transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, na contramão do entendimento internacional a respeito da disputa de Israel e Palestina pela cidade.

A reportagem do jornal O Globo destaca que Bolsonaro também "disse que quer a representação diplomática da Palestina em Brasília mais distante do Palácio do Planalto, por questões de segurança; e insinuou que pode tirar de Cuba uma representação diplomática brasileira".

Noutra ponta do poder estabelecido representada pelo vice general Mourão, há pressões regionais que preocupam Congresso e sociedade: "Mourão (PRTB), defendeu uma pressão na Venezuela, que resulte na troca do governo de Nicolás Maduro. Paulo Guedes, o anunciado superministro da Economia, declarou que o Mercosul não será prioridade no governo Bolsonaro".

 

 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247