Demissões na Veja já atingiram 49 jornalistas

Nem a revista Veja escapa mais do passaralho que tem sido constante na editora Abril; com o fechamento das edições regionais da revista e redução de cargos de direção e até cortes de salários, as demissões atingiram 32 pessoas em São Paulo e 49 em todo o Brasil;  as mudanças, no entanto, não chegaram ao andar de cima, preservando a Direção de Redação (Eurípedes Alcântara) e os redatores-chefes Fábio Altman, Lauro Jardim, Policarpo Júnior (Brasília) e Thaís Oyama

www.brasil247.com - Nem a revista Veja escapa mais do passaralho que tem sido constante na editora Abril; com o fechamento das edições regionais da revista e redução de cargos de direção e até cortes de salários, as demissões atingiram 32 pessoas em São Paulo e 49 em todo o Brasil;  as mudanças, no entanto, não chegaram ao andar de cima, preservando a Direção de Redação (Eurípedes Alcântara) e os redatores-chefes Fábio Altman, Lauro Jardim, Policarpo Júnior (Brasília) e Thaís Oyama
Nem a revista Veja escapa mais do passaralho que tem sido constante na editora Abril; com o fechamento das edições regionais da revista e redução de cargos de direção e até cortes de salários, as demissões atingiram 32 pessoas em São Paulo e 49 em todo o Brasil;  as mudanças, no entanto, não chegaram ao andar de cima, preservando a Direção de Redação (Eurípedes Alcântara) e os redatores-chefes Fábio Altman, Lauro Jardim, Policarpo Júnior (Brasília) e Thaís Oyama (Foto: Valter Lima)


Portal dos Jornalistas - Nas várias reestruturações efetivadas pela Editora Abril nos últimos dez ou 20 anos, um único núcleo da empresa manteve-se praticamente intacto e imune às crises de qualquer natureza: a revista Veja, menina dos olhos de Roberto Civita, que nunca deixou chegar à publicação cortes mais profundos. Com a morte dele e o agravamento da crise do mercado editorial, particularmente no segmento de revistas, essa blindagem perdeu vigor e a revista, após anos de uma certa segurança, sofreu este ano cortes importantes, como o anunciado semanas atrás, com várias demissões e o fechamento das Vejinhas BH e DF.

Agora, nos últimos dias, discretamente a revista negociou também as saídas das editoras executivas Vilma Gryzinski, que cuidava dos núcleos de comportamento, estilo e moda, e Isabela Boscov, que ali começou em setembro de 1999, respondendo inicialmente pela parte de cinema, e que, a partir de 2010, também acumulou as funções de editora executiva, respondendo por Artes & Espetáculos. Além delas, também saiu a editora Karina Pastore, do núcleo de saúde, e o colunista Leonel Kaz. Não chega a ser uma despedida completa para Vilma e Isabela, que continuarão como colaboradoras. Vilma, por exemplo, está gravando esta semana o Mundo Livre para a TVeja e Isabela define nos próximos dias os detalhes de sua colaboração, tanto para a revista impressa quanto para o online.

Segundo apurou este Portal dos Jornalistas, a saída do dia a dia da revista permitirá a Isabela retomar a produção de vídeos e sua veiculação pelo youtube; e lançar até o início de julho um blog de Cinema & Séries. Ela começou a carreira na seção de Cultura do Jornal da Tarde, onde trabalhou durante um ano, e de lá foi para a Folha de S.Paulo, ali permanecendo durante seis anos, entre as editorias de Cotidiano, Ciência (que era então um caderno semanal) e Ilustrada. Antes de ser contratada por Veja, dirigiu a revista SET durante cinco anos.

Dois outros editores executivos haviam saído numa fase anterior: Carlos Graieb, quando foi convidado a assumir a Direção de Redação da Veja.com, e Jaime Klintowitz, que exatamente um ano atrás se aposentou. As duas vagas não mais foram preenchidas. De modo que, dos cinco editores executivos que a revista mantinha até 2012, resta agora apenas Diogo Xavier Schelp, gaúcho de Santa Maria, 39 anos, que foi anteriormente repórter e editor de Quatro Rodas, chefe da sucursal de Veja em Porto Alegre, correspondente em Salvador e editor de Internacional da revista em São Paulo. As mudanças, até onde J&Cia pôde conferir, não chegaram a andar de cima, preservando a Direção de Redação (Eurípedes Alcântara) e os redatores-chefes Fábio Altman, Lauro Jardim, Policarpo Júnior (Brasília) e Thaís Oyama.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Embora tenham sido passos discretos, estima-se que o corte total, ao longo das últimas semanas, atingiu 32 pessoas em São Paulo e 49 em todo o Brasil. A revista também negociou uma redução da ordem de 10% nos fees de vários de seus colunistas. Pelo lado dos investimentos, consta que deve cacifar cada vez mais a TVeja, que, como diz um dos profissionais da casa, está bombando. Não é de se duvidar de que alguns dos que agora saem logo recebam proposta da concorrência. É o que se comenta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email