Demori: “O Antagonista não era essa central de boataria e lixo tóxico que é hoje”

Comparado a um controle remoto e referido como um “desconhecido”, Leandro Demori, do Intercept, conta que ajudou o Antagonista no início do site e tinha uma relação boa com Mainardi. “O Antagonista não era essa central de boataria e lixo tóxico que é hoje”, afirmou

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um dos editores do site Intercept Brasil, o jornalista Leandro Demori comentou sobre uma publicação feita por Diogo Mainardi, de O Antagonista e da Crusoé, sobre ele. Comparado a um controle remoto e referido como um “desconhecido”, Demori conta que ajudou o Antagonista no início do site e tinha uma relação boa com Mainardi.

“Vale ler essa coluna do Diogo (fechada para assinantes). Ele não mente a meu respeito: fui seu cinegrafista quando trabalhei para Globo News na Itália (isso está no meu currículo). Eu realmente tentei levar O Antagonista, em seu começo, para o Medium. E fiz mais, vou contar. Tentar fortalecer o jornalismo alternativo no Brasil sempre foi uma missão que meu dei. O Antagonista não era essa central de boataria e lixo tóxico que é hoje”, afirmou.

“Mandei um e-mail para o Diogo quando soube que ele estava indo morar na Itália. Eu já morava lá. Eu tinha uma dívida moral com ele: quando fui processado por ser editor de um blog crítico ao governo tucano no Rio Grande do Sul, ele se colocou publicamente ao nosso lado. […] Me ofereci para pagar um café. Era como eu podia agradecer. Na conversa, ele me disse que precisava de cinegrafista. Nunca fui cinegrafista, mas era um jovem jornalista expatriado precisando pagar as contas. O emprego (e o dinheirinho) foram muito bem-vindo”, continuou.

“Passei quase dois anos com esse trabalho. […] Sabem o que é estranho? Que eu – o desconhecido substituído por um controle remoto – não apenas trabalhava como cinegrafista, mas também passeava com seu filho por Veneza. Tito é um menino lindo e generoso que precisava caminhar para se exercitar, e precisava falar italiano para se adaptar à escola. […] Hoje, lendo a coluna da Crusoé, descobri que Diogo confiou seu filho a um desconhecido”, acrescentou.

No texto publicado na Crusoé, o comentarista diz que Demori “é um personagem irrelevante” da Vaza Jato e “reflete o apodrecimento” da imprensa.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247