Deputado do PSL que ofendeu Felipe Neto é obrigado a remover vídeo difamador de suas redes

O deputado estadual Bruno Engler (PSL-MG) está obrigado pela Justiça do Rio a retirar em até 24 horas um vídeo publicado por ele em que o youtuber Felipe Neto fala sobre sexo. A edição do vídeo dá a entender que o conteúdo era destinado a crianças

247 - O deputado estadual Bruno Engler (PSL-MG) está obrigado pela Justiça do Rio a retirar em até 24 horas um vídeo publicado por ele em que o youtuber Felipe Neto fala sobre sexo. A edição do vídeo dá a entender que o conteúdo era destinado a crianças.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "segundo a sentença do juiz Mario Cunha Olinto Filho, há evidência de ofensa à honra e ao nome de Neto, já que o material divulgado pelo parlamentar seria de fato uma montagem para "dar a entender, de forma maliciosa, que o autor pratica ou incentiva pedofilia ou, no mínimo, divulga material impróprio para crianças e adolescentes."

A matéria ainda informa que "a decisão se estende às publicações do vídeo feitas também pelo perfil nas redes sociais de Victor Marques, policial militar que trabalha no gabinete do deputado. Caso as postagens não sejam retiradas, o magistrado determinou uma multa diária de R$ 5.000."

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247.Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247