Dilma defende liberdade de expressão sem pressão do Estado

No discurso de abertura de evento em comemoração do Dia Internacional da Academia das Artes e Ciências Televisivas, presidente Dilma Rousseff defende a liberdade de manifestação “para que a sociedade e os cidadãos possam se expressar por meio das diferentes mídias sem qualquer pressão do Estado e ou bloqueio econômico”; 'Prefiro os ruídos e críticas normais da democracia ao silêncio imposto ou obsequiosamente aceito nas ditaduras', completou; ela também disse ter orgulho da aprovação do marco civil da internet e que a convergência das mídias é um dos maiores acontecimentos em andamento neste século

No discurso de abertura de evento em comemoração do Dia Internacional da Academia das Artes e Ciências Televisivas, presidente Dilma Rousseff defende a liberdade de manifestação “para que a sociedade e os cidadãos possam se expressar por meio das diferentes mídias sem qualquer pressão do Estado e ou bloqueio econômico”; 'Prefiro os ruídos e críticas normais da democracia ao silêncio imposto ou obsequiosamente aceito nas ditaduras', completou; ela também disse ter orgulho da aprovação do marco civil da internet e que a convergência das mídias é um dos maiores acontecimentos em andamento neste século
No discurso de abertura de evento em comemoração do Dia Internacional da Academia das Artes e Ciências Televisivas, presidente Dilma Rousseff defende a liberdade de manifestação “para que a sociedade e os cidadãos possam se expressar por meio das diferentes mídias sem qualquer pressão do Estado e ou bloqueio econômico”; 'Prefiro os ruídos e críticas normais da democracia ao silêncio imposto ou obsequiosamente aceito nas ditaduras', completou; ela também disse ter orgulho da aprovação do marco civil da internet e que a convergência das mídias é um dos maiores acontecimentos em andamento neste século (Foto: Roberta Namour)

247 - A presidente Dilma Rousseff defendeu nesta quinta-feira (25) a liberdade de expressão “em todas as formas e nuances”, para que a sociedade possa expressar seus interesses "por meio das diferentes mídias".

A declaração foi feita no discurso de abertura de evento em comemoração do Dia Internacional da Academia das Artes e Ciências Televisivas, no Rio de Janeiro.

“As tecnologias dos bens culturais e esportivos permitem que sejamos reconhecidos como nação diante de nós mesmo e diante do mundo. [...] Isso exige compromisso com a liberdade de expressão em todas as formas e nuances”, afirmou.

'Liberdade de expressão para que a sociedade possa se expressar por meio das diferentes mídias seus interesses. Sem pressão do Estado, nem bloqueio econômico', disse. 'Prefiro os ruídos e críticas normais da democracia ao silêncio imposto ou obsequiosamente aceito nas ditaduras', completou.

A presidente também disse ter orgulho da aprovação do marco civil da internet e ponderou que a convergência das mídias é um dos maiores acontecimentos em andamento neste século.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247