Dimenstein deixa Conselho Editorial da Folha

Jornalista, que colabora com o diário paulista desde 1985, diz que vai se dedicar a novos projetos focados em inovação, além da direção do site Catraca Livre e dos comentários para a CBN

Jornalista, que colabora com o diário paulista desde 1985, diz que vai se dedicar a novos projetos focados em inovação, além da direção do site Catraca Livre e dos comentários para a CBN
Jornalista, que colabora com o diário paulista desde 1985, diz que vai se dedicar a novos projetos focados em inovação, além da direção do site Catraca Livre e dos comentários para a CBN (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Comunique-se - 11 de dezembro de 2013. Data que marca o fim da parceria do jornalista Gilberto Dimenstein com a Folha de S. Paulo. O profissional, que colabora com o diário paulista desde 1985, deixa a empresa – onde atua como colunista e conselheiro editorial- para se dedicar a novos projetos, além da direção do site Catraca Livre e dos comentários para a CBN.

Foi justamente em sua coluna na versão online da Folha que Dimenstein anunciou a sua saída. No último texto produzido para a marca, ele teceu elogios ao proprietário e diretor de redação do jornal, Otavio Frias Filho. “Sempre me estimulou a ousar, trocando o seguro pelo incerto, cultivando meu vício irrecuperável pela adrenalina do inusitado”.

Dimenstein, ainda na coluna de despedida da Folha, falou de inovação e do Catraca Livre, página criada por ele e por um grupo de estudantes de jornalismo com o intuito de levar dicas culturais – gratuitas – a todos da cidade de São Paulo. O projeto chegou a ser eleito o melhor blog de cidadania em língua portuguesa pela alemã Deutsche Welle.

Novo projeto

Na última sexta, 6, dias antes de anunciar a sua saída do jornal, Dimenstein revelou ao Portal Comunique-se o seu próximo trabalho: criar uma redação cujo o tema principal a ser abordado será inovação. “Tenho um encanto irresistível por quem pensa fora da caixa”, comentou. Ainda sem nome divulgado, o projeto de plataforma digital deve ser lançado no começo de 2014.

O jornalista salienta que, mesmo focado em outros projetos, sempre se sentirá um integrante do veículo de comunicação do Grupo Folha. “Saio da Folha com a gratidão de quem teve suporte para fazer da vida um laboratório”, afirma na coluna. “Mas a Folha não sai de mim: estará sempre associada à sensação de que o exercício da imaginação é o que nos torna singulares e relevantes”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247