Elio Gaspari: Bolsonaro reescreve o golpe de 64 e com declarações tóxicas

O jornalista citou três motivos com o objetivo de alertar para a gravidade do posicionamento de Jair Bolsonaro

www.brasil247.com -
(Foto: Alice Vergueiro/Abraji)


247 - Em sua coluna publicada no jornal Folha de S.Paulo, Elio Gaspari critica a defesa do golpe de 64 por Jair Bolsonaro (PL) na última segunda-feira (8). "A ideia de que a deposição de João Goulart foi coisa do Congresso e que 'foi tudo de acordo com a Constituição de 1947, ou 1946' é tóxica por três motivos", escreve.

"Primeiro, porque em 2022 Bolsonaro desafia o Judiciário e coloca em dúvida o sistema de coleta e totalização dos votos da eleição vindoura. (O pedido de registro de sua candidatura está no TSE. A decisão só sairá depois de 7 de setembro.). Segundo, porque em quatro anos de governo o presidente disse em diversas ocasiões que tinha ao seu lado 'meu Exército' e ameaçou descumprir decisões da Justiça".

"Finalmente, porque Bolsonaro não é a única pessoa convencida de que em 1964 o presidente João Goulart foi deposto pelo Congresso".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email