Em 2014, Surita propôs a criação da ONG "Pau sem Fronteiras", para adolescentes ucranianas durante a guerra (vídeo)

Predadores sexuais falaram abertamente no Pânico. Chef Fogaça apoiou

www.brasil247.com - Emílio Surita e Henrique Fogaça
Emílio Surita e Henrique Fogaça (Foto: Reprodução)


247 - Na semana passada, o mundo acompanhou  as declarações do deputado Arthur do Val, o "Mamãe Falei", e sua disposição em promover turismo sexual em meio ao conflito envolvendo a Rússia e a Ucrânia. No entanto, não é a primeira vez que um brasileiro atua como um predador sexual ao citar as ucranianas. 

O ano era 2014 e Emílio Surita recebia no programa "Pânico" o chef de cozinha Henrique Fogaça.  Naquele momento, ocorriam os primeiros conflitos diretos entre os dois países. 

O apresentador aproveitou a resposta do convidado sobre ações sociais para relevar que criou uma ONG intitulada "Pau sem Fronteiras". "Nós colhemos meninas ucranianas de 17, 18, 19 anos. Nós damos até uma casa para elas", explicou Surita.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As gargalhadas tomaram conta do estúdio e Fogaça indagou: "São bonitas as meninas?"

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

>>>> ‘Estou realmente com medo de sair na rua’, diz Mamãe Falei"

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"São meninas sofridas, carentes. Por isso temos a nossa ONG, a 'Pau sem Fronteiras'. São meninas órfãs, precisamos ajudar", respondeu Surita. 

Animado com o assunto, Fogaça prontamente respondeu: "então eu quero ajudar". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Surita então propôs que o chef fosse cozinhar para as jovens da ONG imaginária e ressaltou que o espaço é exclusivo para homens.

Veja o momento em que falam da "ONG":

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email