Em editorial, Folha diz que Bolsonaro é um "presidente periférico"

Em editorial, o jornal Folha de S. Paulo afirma que Jair Bolsonaro se tornou um "presidente periférico" e que a pandemia escancarou "todas as fraquezas políticas e gerenciais constitutivas da aventura" do atual governo

(Foto: Marcelo Camargo/Agencia Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em editorial, o jornal Folha de S. Paulo afirma que a cada desdobramento político a imagem que se firma é que Jair Bolsonaro cada vez mais se torna um “presidente periférico”, pressionado pelos partidos do centrão e pelo início da CPI da Covid.

“A administração Bolsonaro vai se despedaçando, o que atrai excêntricos e oportunistas para seus escombros. Desfaz-se em bravatas, comentários demófobos, fracassos e inoperância a ambiciosa agenda reformista do ministro Paulo Guedes (Economia)”, destaca o periódico. 

“Começa para efeito prático nesta terça (4) a CPI da catástrofe sanitária, que o governo não logrou evitar nem conseguirá controlar. A comissão de senadores não tratará de tema abstrato, diante das mais de 400 mil mortes, cifra ainda em forte expansão. Tampouco terá dificuldade para assentar a irresponsabilidade da gestão federal, e do presidente da República em particular, no combate à pandemia”, avalia o editorial.

Ainda conforme o texto, “a pandemia, com seus desafios prementes e ubíquos, concorreu para escancarar todas as fraquezas políticas e gerenciais constitutivas da aventura Bolsonaro. O potencial danoso do despreparo técnico, aliado à desconexão orgânica com partidos e agentes institucionais, tornou-se indisfarçável sob o crivo da emergência sanitária”.

“Não surpreende que Jair Bolsonaro vá retornando às margens do sistema, agora trajando a faixa presidencial. Decisões importantes para o país contornam o Palácio do Planalto —anomalia que se tenta arrastar penosamente até 2022”, finaliza o editorial.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email