Entrevista de Lula repercute em todo mundo, menos no O Globo e na TV Globo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em sua primeira entrevista desde que se tornou preso político em abril de 2018, em Curitiba, citou as redes Globo e Record; mas ambas o ignoraram em seus telejornais noturnos e, no caso do Grupo Globo, em seu jornal, diferentemente da imprensa internacional, que repercutiu as falas de Lula com destaque

Entrevista de Lula repercute em todo mundo, menos no O Globo e na TV Globo
Entrevista de Lula repercute em todo mundo, menos no O Globo e na TV Globo (Foto: Reprodução internet)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em sua primeira entrevista desde que se tornou preso político em abril de 2018, em Curitiba, citou as redes Globo e Record, mas ambas o ignoraram em seus telejornais noturnos e, no caso do Grupo Globo, em seu jornal, diferentemente da imprensa internacional, que repercutiu as falas de Lula com destaque.

O britânico The Guardian, por exemplo, exibiu na primeira página das edições eletrônicas UK e International com o título "Brasil é governado por 'lunáticos' e 'lacaios' dos EUA, diz ex-presidente Lula". Já o francês Le Figaro ressaltou a "obsessão" de Lula, a quem chama de ícone da esquerda, de provar sua inocência, ainda que custe a própria liberdade.

Por aqui, além de Globo e Record, que ignoraram a entrevista feita pelos jornalistas Florestan Fernandes Jr. (El País) e Mônica Bergamo (Folha), emissoras como SBT, Band e RedeTV! noticiaram as declarações do ex-presidente, sendo que nesta última, o âncora Boris Casoy criticou Lula por usar a entrevista "como palanque para atacar adversários" .

O ex-deputado Jean Wyllys, exilado desde o início do ano, repercutiu a fala de Casoy. "O que ele queria que Lula fizesse? Que elogiasse os canalhas que o prenderam injustamente?", escreveu o pesolista.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247