Equador: Tribunal nega recurso do 'El Universo'

Em julho, os irmos Csar, Nicolas e Carlos Perez, trs executivos do jornal, e um ex-colunista foram condenados a trs anos de priso e a uma multa de US$ 40 milhes pela publicao de um editorial contrrio ao presidente Rafael Correa

Equador: Tribunal nega recurso do 'El Universo'
Equador: Tribunal nega recurso do 'El Universo' (Foto: Reprodução/El Universo)

O Tribunal Nacional de Justiça, a mais alta Corte do Equador, ratificou, nesta quinta-feira, uma decisão contra o jornal "El Universo", em ação movida no ano passado pelo presidente Rafael Correa.

Em julho, um juiz condenou os irmãos César, Nicolas e Carlos Perez, três executivos do jornal, e um ex-colunista a três anos de prisão e a uma multa de US$ 40 milhões em benefício de Correa. A decisão foi ratificada por um tribunal de apelações do Equador em setembro, o que levou o jornal a entrar com recurso no Tribunal Nacional de Justiça. Após 15 horas e audiência, a Corte rejeitou o apelo.

A indenização foi exigida após o jornal, um dos maiores do Equador, publicar um editorial contrário ao presidente. O texto afirmava que Correa "poderia ser acusado de crimes contra a humanidade por ordenar disparos" a um hospital em Quito, onde ficou cercado durante nove horas na rebelião policial de setembro de 2010.

O processo tem sido amplamente criticado por rivais políticos de Correa, por grupos de mídia de estrangeiros e do Equador e por organizações internacionais de direitos - que veem a decisão como um ataque à liberdade de expressão. Advogados do "El Universo" já informaram que vão recorrer da decisão em cortes internacionais. As informações são da Dow Jones.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247.Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247