Ernesto Araújo não sobrevive por mais tempo no governo Bolsonaro, afirma Luís Costa Pinto

O jornalista disse à TV 247 que a vitória de Biden na eleição presidencial dos EUA deve derrubar de vez o ministro das Relações Exteriores de Bolsonaro, mas alerta que o cenário seria o mesmo caso Trump fosse reeleito. Assista

Luis Costa Pinto e Ernesto Araújo
Luis Costa Pinto e Ernesto Araújo (Foto: Reprodução | Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Luís Costa Pinto disse à TV 247 que o ministro das Relações Exteriores do governo Jair Bolsonaro, Ernesto Araújo, não deve durar muito mais tempo no cargo. Para ele, a eleição do candidato democrata nos Estados Unidos, Joe Biden, forçará a saída do chanceler.

“O Ernesto Araújo no governo Biden não sobrevive. Ele é o Nero do Itamaraty, ele tocou fogo na nossa tradição de política externa de ser interlocutor regional, e diria até do hemisfério sul”, afirmou.

Para Luís Costa Pinto, mesmo que Trump fosse reeleito, o ministro também não teria vida longa no cargo e os militares teriam que assumir o posto para continuar conduzindo as tratativas com os EUA. 

“Se Trump fosse eleito, nós teríamos um tensionamento aqui no Brasil entre a ala militar, a família Bolsonaro e o próprio Bolsonaro. O Ernesto Araújo é o peão desse tabuleiro e vai ter que correr para que os militares tomem lugar nessa negociação, porque aí vai ficar um jogo de estratégia. O Ernesto Araújo não é uma cabeça, muito menos estratégica, então ele precisaria entregar o cargo dele para que os militares assumissem o comando dessa política dentro do Itamaraty. É o que eu vejo caso houvesse esse acidente da reeleição do Trump”.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247