CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Escutas ilegais: outro jornal britânico pode estar envolvido

Tabloide Sunday Mirror, do grupo Trinity Mirror, era concorrente do News of the World, que foi fechado depois da comprovao dos grampos

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247, com informações da BBC_O escândalo das escutas ilegais ganhou novos capítulos no Reino Unido. Investigação da rede estatal BBC colocou em cheque outro tabloide inglês. Agora, o Sunday Mirror terá que explicar como conseguiu, com bastante frequência, informações sobre a vida pessoal de inúmeras celebridades. Segundo evidências encontradas pela BBC, o Sunday também pode ter feito escutas telefônicas ilegalmente, como o News of the World.

O programa da BBC Newsnight falou com um jornalista que trabalhou no Sunday na década passada. Ele afirmou ter testemunhado escutas ilegais sendo feitas na redação, incluindo o telefone de celebridades como a atriz Liz Hurley e o jogador de futebol Rio Ferdinand. "Certa vez na redação presenciei o telefone de Liz Hurley ser grampeado e um repórter ouvir suas mensagens de celular enquanto anotava o conteúdo", disse a fonte. "Era uma quinta-feira e me disseram que não havia muito lá de interessante, apenas algo sobre um jantar com outra mulher, então eles continuariam tentando até o fim de semana." O jornalista diz que a técnica de grampos era usada diariamente.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O Sunday Mirror faz parte do grupo Trinity Mirror e concorria diretamente com o News of the World, do bilionário australiano Rubert Murdoch, que precisou fechar as portas depois de mais de 100 anos de história por praticar grampos ilegais no país. O Trinity Mirror disse que seus jornalistas trabalham de acordo com as leis criminais e o código de conduta para a imprensa britânica. "A posição do Trinity Mirror é clara. Nossos jornalistas trabalham de acordo com as leis criminais e o código de conduta da Press Complaints Comission (Comissão de Reclamações de Imprensa)", disse a empresa por meio de um comunicado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO