“Esquerda não tem estratégia de comunicação: é cada um por si”, diz Thiago dos Reis, do canal Plantão Brasil

Youtuber do canal Plantão Brasil conversou com a TV 247 sobre a comunicação da direita, da extrema-direita e da esquerda. Para ele, os canais e políticos direitistas caminham juntos e organizados, enquanto na esquerda há dificuldade para que o grupo se una em torno da comunicação. Assista

Thiago dos Reis
Thiago dos Reis

247 - Youtuber do canal Plantão Brasil, Thiago dos Reis, de 31 anos, conversou com a TV 247 nesta semana sobre a comunicação nos campos da esquerda, direita e extrema-direita. Ele analisou a organização destes setores nesta área e afirmou que, na comunicação, os direitistas são muito superiores à esquerda.

Thiago disse que o plano de comunicação da direita começou a ser montado em 2015 e 2016 e lembrou que recentemente a Cambridge Analytica, empresa de consultoria política inglesa, deu a entender que Jair Bolsonaro utilizou de  estratégias ilegais semelhantes às de Donald Trump para se eleger no Brasil. “A direita começou a se armar em 2015 e 2016 para ganhar as eleições de 2018 com a extrema-direita. Saiu até uma notícia há alguns dias de que a Cambridge Analytica, que foi quem fez a estratégia de Donald Trump com Steve Bannon, ajudou um certo candidato no Brasil, mas não disseram quem. A gente imagina que tenha sido o Bolsonaro”.

Utilizando as redes sociais, a direita do Brasil dá um “banho” na esquerda no quesito comunicação, segundo Thiago dos Reis. “Eles começaram a se articular já em 2016 usando o YouTube, usando o Facebook e usando, principalmente, o WhatsApp, aí eles criaram uma máquina de comunicação muito grande. Eles usavam os algoritmos do Facebook, do YouTube e usavam robôs no WhatsApp para conseguir levar as mensagens deles para as pessoas. Eles fazem isso com maestria, a gente pode não gostar da extrema-direita, mas a gente tem que reconhecer que na comunicação eles estão dando um banho na esquerda”.

Ele criticou que os partidos progressistas não se movam em busca de união na comunicação. “A esquerda não tem organização nenhuma ainda, o que a gente faz é assim: ‘tenho o meu veículo, você tem o seu, tem outros e a gente vai mais ou menos cada um por si, às vezes a gente se une, às vezes não, tentando crescer’. Quem tem verba, os partidos, não têm uma organização muito grande como a direita e extrema-direita, eles estão muito bem organizados”.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247