Estadão ilustra matéria sobre absorventes com foto de Tabata e internet reage: escondem Marília porque é nordestina e do PT

Deputada Marília Arraes é autora do Projeto de Lei que reivindica o ítem no combate à pobreza menstrual, mas quem ilustra a matéria do jornal Estado de S.Paulo é a deputada Tabata Amaral

www.brasil247.com - Marília Arraes e matéria do Estadão
Marília Arraes e matéria do Estadão (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputado | Reprodução)


247 - Uma reportagem publicada pelo jornal Estado de S.Paulo intitulada “Bancada feminina se articula para derrubar veto de Bolsonaro e garantir distribuição de absorventes” gerou indignação nas redes. O motivo é que a deputada Marília Arraes (PT-PE) é autora do Projeto de Lei que reivindica o ítem no combate à pobreza menstrual, mas quem ilustra a matéria é a deputada Tabata Amaral (PSB-SP).

A matéria em questão deu todo o espaço para as aspas de Tabata, omitindo as declarações da petista. Internautas apontam que a escolha foi motivada por preconceito, tendo em vista que Arraes é petista e nordestina. 

Jair Bolsonaro vetou nesta quinta-feira o item do Projeto de Lei que justamente oferta às mulheres pobres o acesso aos absorventes. Mais de 4 milhões de meninas (38,1% do total das estudantes) frequentam escolas com a privação de pelo menos um desses requisitos mínimos de higiene.

Veja a repercussão:

 

 


 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email