Estadão pede nova aliança dos golpistas de 2016 contra Lula e Bolsonaro e fala em “escolha terrível”

Jornal Estado de S. Paulo, que apoiou o golpe de 2016 e a prisão política de Lula, convoca o que chama de “centro democrático”, a preparar uma alternativa contra o que chama de “escolha terrível”

Lula e Jair Bolsonaro
Lula e Jair Bolsonaro (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O golpismo segue firme e forte no Brasil, a despeito da destruição da economia e da imagem internacional do Brasil. Prova disso é o editorial desta quinta-feira do jornal Estado de S. Paulo, que apoiou o golpe de 2016 e a prisão política de Lula, que convoca o que chama de “centro democrático”, a preparar um novo golpe em 2022

“Caso os partidos que compõem o centro democrático não aprendam com os erros cometidos em 2018 e construam desde já uma alternativa viável ao descalabro que é o governo de Jair Bolsonaro, não é remota a chance de que a Nação, em 2022, se veja diante do infortúnio de ter de escolher, mais uma vez, entre duas propostas populistas e irresponsáveis para o País, à esquerda e à extrema direita”, diz o texto.

“O centro democrático deve se unir em torno da construção de um projeto de país que não passe mais pela degradação política que tanto Bolsonaro como Lula tão bem representam. É hora de egos feridos e vaidades darem lugar à concertação em torno de projetos vitais para o Brasil. Caso contrário, em 2022, os brasileiros estarão diante de uma escolha terrível – uma repetição do passado recente.”

Ou seja: o que em 2018 foi chamado de escolha muito difícil pelo Estado de S. Paulo, uma eleição entre o social-democrata Fernando Haddad e o fascista Jair Bolsonaro, agora passa a ser escolha terrível para a mídia golpista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email