CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Fator Barbosa faz Veja bater leve em Dilma

Capa de Veja desta semana, que mostra Dilma Rousseff se afogando num mar de petróleo, foi até suave para a presidente; revista afirma que ela fez "quase tudo certo" no caso Pasadena e lembra que foi a primeira integrante do conselho a apontar problemas na operação; mão leve de Veja tem um motivo: presidente da Abril, Fabio Barbosa, também votou favoravelmente à compra da refinaria no Texas; o erro de Dilma, segundo Veja, foi não punir os responsáveis há mais tempo; diretor Nestor Cerveró só foi demitido ontem

Imagem Thumbnail
Capa de Veja desta semana, que mostra Dilma Rousseff se afogando num mar de petróleo, foi até suave para a presidente; revista afirma que ela fez "quase tudo certo" no caso Pasadena e lembra que foi a primeira integrante do conselho a apontar problemas na operação; mão leve de Veja tem um motivo: presidente da Abril, Fabio Barbosa, também votou favoravelmente à compra da refinaria no Texas; o erro de Dilma, segundo Veja, foi não punir os responsáveis há mais tempo; diretor Nestor Cerveró só foi demitido ontem (Foto: Sheila Lopes)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A revista Veja viveu, neste fim de semana, um dilema de Sofia: agir de acordo com os instintos mais primitivos de seus editores e bater duro na presidente Dilma Rousseff, em razão do caso Pasadena, ou seguir a razão e adotar uma postura mais cautelosa. Prevaleceu a segunda opção.

O motivo é um só: Fabio Barbosa. Assim como a presidente Dilma, o atual chefe da Editora Abril, que edita Veja, também foi integrante do conselho de administração da Petrobras na época em que se aprovou a compra da refinaria de Pasadena, no Texas. Barbosa, que era presidente do Santander, votou a favor da operação, como todos os demais conselheiros. Entre eles, nomes de peso no setor privado, como Jorge Gerdau e Claudio Haddad.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Talvez por isso, a capa da revista informe que a presidente Dilma fez "quase tudo certo" no caso Pasadena. A publicação lembra, ainda, que ela foi a primeira conselheira a levantar problemas na operação. Seu único erro teria sido não determinar a abertura de sindicâncias logo depois de sua posse como presidente da República – o diretor responsável pela operação Pasadena, Nestor Cerveró, só foi demitido da BR Distribuidora nesta sexta-feira.

O que não condiz com o tom da reportagem, de certa forma ameno para a presidente Dilma, é a capa, onde ela se afoga num mar de petróleo e até o subtítulo informa que ela sofre "por suas virtudes". Veja, neste fim de semana, parece reconhecer que tanto a presidente Dilma como a atual presidente da Petrobras, Graça Foster, tentam combater o chamado loteamento político do governo e das estatais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO