Ferro critica e cobra Globo por sonegação

"Uma emissora de televisão, como a TV Globo, sonega, fala em reforma tributária e, no entanto, não cumpre os procedimentos mais comezinhos da sua relação com o fisco brasileiro. Nós aguardamos os comentários indignados da Miriam Leitão, do Jabor e do imortal Merval Pereira", discursou o deputado Fernando Ferro (PT-PE), ao comentar o caso em que a emissora é suspeita de sonegar ao comprar os direitos de transmissão da Copa de 2002

Ferro critica e cobra Globo por sonegação
Ferro critica e cobra Globo por sonegação
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado Fernando Ferro (PT-PE) criticou duramente o caso de suspeita de sonegação da Rede Globo, revelado pelo blog O Cafezinho, do jornalista Miguel do Rosário. Em discurso na tribuna da Câmara, o petista lembrou que o episódio teve origem na compra dos direitos de transmissão da Copa de 2002 junto à Fifa, e que a emissora tentou fraudar a Receita Federal brasileira ao disfarçar a aquisição do evento, através de uma operação nas Ilhas Virgens Britânicas.

"Eu estranho a transação envolvendo a FIFA em interesse de transmissão da qual a Globo participou. Houve inclusive a condenação do João Havelange e do Ricardo Teixeira. A Rede Globo foi condenada porque nessa transação sonegou recursos em paraísos fiscais, na verdade, nos infernos fiscais", ironizou o parlamentar.

O deputado disse que "na época, valores de 2006, a dívida da Globo era de 615 milhões". "Hoje, já passa de 1 bilhão. E o curioso é que o processo desapareceu pelas mãos de uma funcionária que foi processada, inclusive, demitida e estava presa", seguiu, complementando: "Entrou em cena o ministro Gilmar Mendes, que lhe concedeu uma liminar e a liberou".

Comentaristas

O deputado cobrou uma manifestação de alguns dos principais comentaristas da Globo sobre o assunto. "Uma emissora de televisão, como a TV Globo, sonega, fala em reforma tributária e, no entanto, não cumpre os procedimentos mais comezinhos da sua relação com o fisco brasileiro. Nós aguardamos os comentários indignados da Miriam Leitão, do Jabor e do imortal Merval Pereira", concluiu Ferro.

A Rede Globo afirmou em nota oficial para assegurar que que não possuía pendências com a Receita. A informação foi contestada em reportagem do jornalista Rodrigo Vianna no blog Escrevinhador pela mesma fonte que denunciou o caso a Miguel do Rosário. O Ministério Público do Distrito Federal abriu investigação para apurar o caso.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247