Florestan Fernandes: se é pra julgar caixa 2, que sejam todos

Jornalista faz um histórico sobre o uso do caixa 2 no Brasil e lembra diversas formas como esse dinheiro já foi guardado por políticos, publicitários, jornalistas, entre outros profissionais envolvidos em campanhas; o exemplo mais recente foram as malas e caixas de Geddel Vieira Lima, que somaram R$ 51 milhões; "Se é para denunciar Caixa 2, como fez o Janot, muito bem! Desde que todos, sem exceção, sejam julgados e condenados por isso", defende

Jornalista faz um histórico sobre o uso do caixa 2 no Brasil e lembra diversas formas como esse dinheiro já foi guardado por políticos, publicitários, jornalistas, entre outros profissionais envolvidos em campanhas; o exemplo mais recente foram as malas e caixas de Geddel Vieira Lima, que somaram R$ 51 milhões; "Se é para denunciar Caixa 2, como fez o Janot, muito bem! Desde que todos, sem exceção, sejam julgados e condenados por isso", defende
Jornalista faz um histórico sobre o uso do caixa 2 no Brasil e lembra diversas formas como esse dinheiro já foi guardado por políticos, publicitários, jornalistas, entre outros profissionais envolvidos em campanhas; o exemplo mais recente foram as malas e caixas de Geddel Vieira Lima, que somaram R$ 51 milhões; "Se é para denunciar Caixa 2, como fez o Janot, muito bem! Desde que todos, sem exceção, sejam julgados e condenados por isso", defende (Foto: Gisele Federicce)

Por Florestan Fernandes Júnior, em seu Facebook

Malas, Piratas e Paraísos Fiscais

De onde veio o dinheiro para a campanha de Tancredo Neves que montou palanques em todas as grandes cidades do país? Quem financiou o marketing milionário de Paulo Maluf e Fernando Collor? Quem pagou os parlamentares para a aprovação da reeleição? Quem financiou a estrutura de propaganda de FHC, Lula, Dilma, Aécio, Serra, Alckmin, Marina, Sergio Cabral e tantos outros políticos bem sucedidos em suas eleições?

O dinheiro veio do chamado "Caixa 2 " de bancos, indústrias, comércio e empreiteiras interessadas em licitações e benesses públicas.

O dinheiro ilegal enriqueceu publicitários e jornalistas que hoje são respeitados donos de agências de publicidade. Dizem que dois deles nos anos 80/90 levavam pra casa o dinheiro em espécie das campanhas eleitorais em uma Chevrolet Blazer com os vidros pretos. Conta a lenda que eles enterravam o dinheiro, como faziam os piratas. Uma maneira mais inteligente para esconder o verdadeiro tesouro que as malas utilizadas por políticos, como Aécio, Rocha Loures e agora Gedel Vieira Lima. Os políticos mais refinados usavam doleiros, que enviavam o dinheiro para contas em paraísos fiscais. Alguns deles juram que as contas não lhes pertence.

O nome desses políticos em escrituras de mansões no Exterior e em extratos bancários que exibem valores bem maiores do que os encontrados nas malas dos integrantes da base de sustentação do governo Temer chocam menos a opinião pública porque não permitem visualizar a montanha de dinheiro em espécie tungada do povo brasileiro.

Pra mim o político que usa Caixa 2 para se eleger está cometendo um crime, que fica ainda muito mais agravado quando parte dos recursos são embolsados para o enriquecimento pessoal. Se é para denunciar Caixa 2, como fez o Janot, muito bem! Desde que todos, sem exceção, sejam julgados e condenados por isso. Talvez essa seja uma boa maneira de começar uma renovação pra valer, porque raros serão os políticos que ficaram livres da condenação.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247