Folha ameaça Bolsonaro e o chama de "Jair Rousseff"

Jornal da família Frias fez editorial para defender a política do teto de gastos, que vem sendo criticada por diversos economistas

www.brasil247.com -
(Foto: ABr | Reprodução)


247 – Em editorial publicado neste sábado, o jornal Folha de S. Paulo chamou Bolsonaro de "Jair Rousseff", para tentar constrangê-lo a manter a política do teto de gastos, que vem sendo criticada por um número crescente de economistas.

"Jair Bolsonaro decerto não é o primeiro presidente a flertar com a elevação sem limites do gasto público por acreditar que, mais adiante, a gastança possa pavimentar um caminho seguro à reeleição", diz o texto. 

"Bolsonaro, no entanto, tem o azar e a sorte de suceder à petista Dilma Rousseff, que levou a fórmula aos limites da capacidade do Tesouro e da lei —o que resultou na maior crise econômica em gerações e lhe custou o segundo mandato", afirma ainda o editorial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O equívoco do texto é o fato de Dilma não ter sido derrubada por estourar as contas públicas, mas sim por ter sido alvo de um golpe de estado que teve como objetivo central a tomada de poder pela direita, após quatro derrotas eleitorais, a mudança de política no setor energético, com entrega do pré-sal e fatiamento da Petrobrás, o reenquadramento geopolítico do Brasil, que perdeu sua soberania internacional, e a redução da proteção de direitos sociais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tanto é assim que os rombos fiscais dos governos pós-Dilma, de Michel Temer e Jair Bolsonaro, continuam a ser muito maiores do que o pequeno déficit primário apresentado por Dilma em 2014, após três anos de fortes superávits. De todo modo, a Folha tenta pressionar Bolsonaro a não mexer no teto de gastos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email