Folha contrata perícia para tentar salvar Temer

A Folha de S. Paulo fez o movimento mais arriscado de toda a sua trajetória: contratou uma perícia para questionar os áudios de Joesley Batista e, assim, tentar salvar Michel Temer, personalidade mais odiada do Brasil; técnico contratado pela Folha aponta edições nas gravações – o que será usado por Temer para tentar continuar no poder, contra o desejo de 92% dos brasileiros; movimento da mídia, no entanto, não é homogêneo; embora também tenha participado do golpe, a Globo, de João Roberto Marinho, pediu a renúncia de Temer porque não pretende carregar o caixão

Otávio Frias e João Roberto Marinho
Otávio Frias e João Roberto Marinho (Foto: Leonardo Attuch)

247 – A Folha de S. Paulo fez o movimento mais arriscado de toda a sua trajetória: contratou uma perícia para questionar os áudios de Joesley Batista e, assim, tentar salvar Michel Temer, personalidade mais odiada do Brasil.

O técnico contratado pela Folha aponta edições nas gravações – o que será usado por Temer para tentar continuar no poder, contra o desejo de 92% dos brasileiros.

Este movimento da mídia, no entanto, não é homogêneo.

Embora também tenha participado do golpe, a Globo, de João Roberto Marinho, pediu a renúncia de Temer porque não pretende carregar o caixão.

Abaixo, um trecho da reportagem da Folha:

Uma perícia contratada pela Folha concluiu que a gravação da conversa entre o empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer sofreu mais de 50 edições.

O laudo foi feito por Ricardo Caires dos Santos, perito judicial pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247