Folha defende demissão de Vélez em nome do bom senso

"Que não fique. Difícil recordar uma nomeação ministerial mais desastrada que a de Vélez. Não que ele tenha sido o primeiro despreparado a assumir uma pasta crucial em Brasília; outros, porém, tiveram o bom senso de se cercar de técnicos experimentados ou, ao menos, de manter alguma discrição", aponta editorial

Folha defende demissão de Vélez em nome do bom senso
Folha defende demissão de Vélez em nome do bom senso (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

247 – Em editorial publicado neste sábado, a Folha de S. Paulo defende a demissão imediata de Vélez Rodriguez do Ministério da Educação. "Que não fique. Difícil recordar uma nomeação ministerial mais desastrada que a de Vélez. Não que ele tenha sido o primeiro despreparado a assumir uma pasta crucial em Brasília; outros, porém, tiveram o bom senso de se cercar de técnicos experimentados ou, ao menos, de manter alguma discrição", aponta o texto.

"Em vez de cuidar dos enormes desafios do ensino básico nacional, Vélez se dedica a uma pauta obscurantista que inclui patrulhar o Enem e retirar menções a ditadura militar dos livros didáticos. É evidente o potencial de estrago que tamanho desgoverno pode produzir num ministério fundamental, dono do segundo maior orçamento da Esplanada, de R$ 136,8 bilhões neste ano".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247