Folha diz que Bolsonaro quebrou o decoro da presidência da República ao insultar Patrícia Campos Mello

Depois de apoiar o golpe de estado contra a ex-presidente Dilma Rousseff e silenciar diante de inúmeras agressões a seus profissionais, em nome do apoio que empresta à política neoliberal de Paulo Guedes, a Folha finalmente descobre que Jair Bolsonaro não tem a menor condição de ser presidente

Jair Bolsonaro e Patricia Campos Mello
Jair Bolsonaro e Patricia Campos Mello (Foto: Reuters | Alice Vergueiro/Abraji)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O jornal Folha de S.Paulo divulgou nesta terça-feira (18) uma nota rebatendo o insulto de Jair Bolsonaro contra a repórter Patricia Campos Mello por causa de matérias sobre o disparos de fake news em WhatsApp para favorecê-lo. 

Durante entrevista em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro insultou a jornalista com insinuação sexual. "Ela [repórter] queria um furo. Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim [risos dele e dos demais].

Em nota, a Folha disse: "o presidente da República agride a repórter Patrícia Campos Mello e todo o jornalismo profissional com a sua atitude. Vilipendia também a dignidade, a honra e o decoro que a lei exige do exercício da Presidência".

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email