Folha fecha parceria com Intercept e decide entrar com peso na Vaza Jato

Em sigilo, o jornal da família Frias destacou uma equipe para também produzir novas revelações sobre a atuação do ex-juiz Sergio Moro e da força-tarefa da Lava Jato, em parceria com o site de Glenn Greenwald; é a segunda parceria de peso, depois que parte do material foi compatirlhada com Reinaldo Azevedo e com a BandNews, cujo dono, Johnny Saad, fez críticas à Lava Jato

(Foto: Foto: Reuters)

247 – O jornalista Glenn Greenwald e a equipe do site Intercept estão trabalhando, neste momento, na apuração de novos fatos relacionados à chamada Vaza Jato, o escândalo dos grampos de Sergio Moro e Deltan Dallagnol, que revelaram a fraude processual contra o ex-presidente Lula, em parceria com o jornal Folha de S. Paulo.

É uma novidade importante porque, até ontem, Glenn e sua equipe vinham trabalhando sozinhos, contando apenas com a repercussão de outros veículos. Nesta quinta-feira, no entanto, a primeira parceria produziu seus frutos, quando o jornalista Reinaldo Azevedo e a BandNews divulgaram que Moro escalou qual seria o time da acusação, definindo procuradores que deveriam atuar, ou não, na inquirição de Lula.

Com a Folha, fecha-se uma nova parceria, no momento em que setores da mídia mais próximos à Lava Jato, tentam criminalizar a atividade de Greenwald. Ontem, o jornalista chegou até a dizer que 'se quiserem prender, terão que prender muitos jornalistas'.

No caso da Band, o dono da empresa, Johnny Saad criticou duramente a destruição econômica causada pela Lava Jato nos últimos anos. Em relação à Folha, a expectativa é que sejam divulgados novos capítulos da Vaza Jato neste fim de semana.

Confira, abaixo, um tweet recente relacionados ao caso:

Ao vivo na TV 247 Youtube 247