Folha reconhece que o custo Temer é cada vez maior

"O inquérito da Polícia Federal ainda não está concluído, mas o que se sabe já basta para minar a credibilidade de Temer. Dificilmente haverá explicações satisfatórias para seu diálogo comprometedor com Joesley Batista, da JBS, e a mala com R$ 500 mil entregue a um ex-assessor da Presidência", aponta editorial da Folha, de Otávio Frias Filho, que vê um preço cada vez maior a se pagar pela sobrevivência de Temer no poder

Folha, Octavio Frias Filho, Otavinho
Folha, Octavio Frias Filho, Otavinho (Foto: Leonardo Attuch)

247 – "O inquérito da Polícia Federal ainda não está concluído, mas o que se sabe já basta para minar a credibilidade de Temer. Dificilmente haverá explicações satisfatórias para seu diálogo comprometedor com Joesley Batista, da JBS, e a mala com R$ 500 mil entregue a um ex-assessor da Presidência", aponta editorial da Folha, de Otávio Frias Filho, que vê um preço cada vez maior a se pagar pela sobrevivência de Temer no poder.

Confira, abaixo, um trecho:

O inquérito da Polícia Federal ainda não está concluído, mas o que se sabe já basta para minar a credibilidade de Temer. Dificilmente haverá explicações satisfatórias para seu diálogo comprometedor com Joesley Batista, da JBS, e a mala com R$ 500 mil entregue a um ex-assessor da Presidência.

Outras suspeitas estão lançadas, como a suposta interferência do mandatário para favorecer o frigorífico no BNDES, ou comissões que teriam sido pagas a expoentes do PMDB.

Resta conhecer a solidez da peça acusatória a ser apresentada pela Procuradoria-Geral. Há pela frente, como nas palavras de Temer, um juízo político e um jurídico. Neste, o presidente é inocente até prova em contrário; naquele, o preço a pagar pela própria sobrevivência assume viés de alta.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247