Gentile vê risco na ‘falta de bom senso’ sobre protestos

Colunista Rogério Gentile critica orientação de Lula para colocar "o exército do Stédile na rua" e da oposição, com FHC que comparou a situação atual com a das vésperas do golpe de 1964: ‘A despeito de todo o romantismo que se criou em torno de junho de 2013, é recomendável não nos esquecermos da massa descontrolada que tentou invadir prédios públicos, dos empreendimentos privados vandalizados e saqueados, das pessoas feridas etc.’

Colunista Rogério Gentile critica orientação de Lula para colocar "o exército do Stédile na rua" e da oposição, com FHC que comparou a situação atual com a das vésperas do golpe de 1964: ‘A despeito de todo o romantismo que se criou em torno de junho de 2013, é recomendável não nos esquecermos da massa descontrolada que tentou invadir prédios públicos, dos empreendimentos privados vandalizados e saqueados, das pessoas feridas etc.’
Colunista Rogério Gentile critica orientação de Lula para colocar "o exército do Stédile na rua" e da oposição, com FHC que comparou a situação atual com a das vésperas do golpe de 1964: ‘A despeito de todo o romantismo que se criou em torno de junho de 2013, é recomendável não nos esquecermos da massa descontrolada que tentou invadir prédios públicos, dos empreendimentos privados vandalizados e saqueados, das pessoas feridas etc.’ (Foto: Roberta Namour)

247 – O colunista Rogério Gentile diz que o país sofre com a falta de bom senso do governo e da oposição em relação aos atos de ruas convocados para este final de semana.

Ele critica a reação do PT e do ex-presidente Lula, que “poderia contribuir para acalmar as coisas, mas tem feito exatamente o contrário” ao ameaçar colocar "o exército do Stédile na rua".

Quanto à oposição, lembra que FHC comparou a situação atual com a das vésperas do golpe de 1964 e que Aloysio Nunes declarou querer ver Dilma "sangrar lentamente".

‘A despeito de todo o romantismo que se criou em torno de junho de 2013, é recomendável não nos esquecermos da massa descontrolada que tentou invadir prédios públicos, dos empreendimentos privados vandalizados e saqueados, das pessoas feridas etc.’ (leia mais).

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247