Glenn: não entendo por que a Globo escala Merval para a atacar a Vaza Jato

"Eu não entendo como os editores do @JornalOGlobo podem continuar permitindo que Merval Pereira critique a reportagem do #VazaJato sem mencionar que a Folha e Veja - não apenas nós - estão fazendo muito disso. Mas há muita coisa que eu nunca entendi sobre como o Globo funciona", escreveu o jornalista Glenn Greenwald no Twitter

www.brasil247.com -
(Foto: Senado | Reprodução)


247 - O jornalista Glenn Greenwald criticou o colunista do jornal O Globo Merval Pereira, que quem o site Intercept Brasil publcia diálogos entre o minstro Sérgio Moro (Justiça) e procuradores "numa edição que busca interpretar as conversas e fazer ilações, sem colocá-los no contexto em que foram realizados" - texto foi publicado em sua coluna desta terça-feira (30).

"Eu não entendo como os editores do @JornalOGlobo podem continuar permitindo que Merval Pereira critique a reportagem do #VazaJato sem mencionar que a Folha e Veja - não apenas nós - estão fazendo muito disso. Mas há muita coisa que eu nunca entendi sobre como o Globo funciona", escreveu Greenwald no Twitter.

"Desde o início, a Globo e a Rede Globo - sozinhas entre a grande mídia brasileira (e a mídia internacional) - têm se interessado intensamente em todas as partes dessa história, exceto uma parte: o que as revelações provam sobre Moro e LJ. É incrível assistir. Eles não fingem", acrescentou.

O site Intercept Brasil vem divulgando desde o dia 9 de junho reportagens que demonstram como Sérgio Moro, na condição de juiz, interferia no trabalho de procuradores, ferindo a equidistância entre quem julga e quem acusa. 

Moro sugeriu, por exemplo, acréscimo de informações na produção de provas contra um investigado, questionou a capacidade de uma procuradora em interrogar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, negociou acordos de delação premiada e recomendou mudança de ordem das fases da Operação Lava Jato. 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email