Globo pressiona STF a manter Lula sem direitos políticos

Em editorial, o jornal da família Marinho, que foi decisivo para a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e para a ascensão do bolsonarismo, ainda tenta emparedar o Supremo Tribunal Federal contra a participação de Lula no jogo político

www.brasil247.com -


247 – Ainda que Jair Bolsonaro diga ter vontade de "encher a cara de porrada" de um jornalista do Globo, ao ser questionado sobre os depósitos de Fabrício Queiroz na conta de Michelle Bolsonaro, o jornal O Globo, da família Marinho, mantém-se na mesma posição de força antagônica à restauração democrática no Brasil.

Em editorial publicado nesta sexta-feira, intitulado, Segunda Turma do STF desfalcada prenuncia retrocesso na Lava-Jato, O Globo pressiona o Supremo Tribunal Federal a não julgar a suspeição do ex-ministro Sergio Moro, o que manteria o ex-presidente Lula sem os seus direitos políticos.

"O processo de Lula contra Moro, na Segunda Turma, já recebeu votos de Cármen e Fachin, contra o pedido para anular a condenação no caso do tríplex do Guarujá. Gilmar pediu vista. Responsável pela pauta, cabe a ele decidir se recoloca o processo em julgamento sem Celso, o que provavelmente garantiria o resultado pró-Lula. Ou se espera a substituição do ministro. Não se deve esquecer o sólido conjunto de provas contra o ex-presidente", escreve o editorialista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Embora não seja mais possível nesse processo, o ideal seria que casos críticos fossem levados ao plenário, para haver um debate mais robusto. O que está em jogo no STF vai além do futuro de Lula e do xadrez eleitoral. Será julgada a capacidade do Estado e da sociedade de enfrentar com a necessária energia a corrupção em suas diversas formas e estágios", aponta ainda o texto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email