Globo, que criminaliza palestras de Lula, banca fala de Obama

Jornal Valor Econômico, que pertence ao Grupo Globo, organiza fórum no Brasil e convida o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, que, como todo ex-presidente, começa a viver de palestras pelo mundo; a mesma Globo, por meio dos jornais O Globo, Valor e de todos os telejornais da emissora, criminalizou as palestras do ex-presidente Lula em vários países, pelas quais recebeu pagamentos em nome de sua empresa, a LILS, mas teve os recursos bloqueados pelo juiz Sergio Moro; com suas palestras, Obama também levanta recursos para seu instituto; ele falou nesta manhã em São Paulo

Jornal Valor Econômico, que pertence ao Grupo Globo, organiza fórum no Brasil e convida o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, que, como todo ex-presidente, começa a viver de palestras pelo mundo; a mesma Globo, por meio dos jornais O Globo, Valor e de todos os telejornais da emissora, criminalizou as palestras do ex-presidente Lula em vários países, pelas quais recebeu pagamentos em nome de sua empresa, a LILS, mas teve os recursos bloqueados pelo juiz Sergio Moro; com suas palestras, Obama também levanta recursos para seu instituto; ele falou nesta manhã em São Paulo
Jornal Valor Econômico, que pertence ao Grupo Globo, organiza fórum no Brasil e convida o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, que, como todo ex-presidente, começa a viver de palestras pelo mundo; a mesma Globo, por meio dos jornais O Globo, Valor e de todos os telejornais da emissora, criminalizou as palestras do ex-presidente Lula em vários países, pelas quais recebeu pagamentos em nome de sua empresa, a LILS, mas teve os recursos bloqueados pelo juiz Sergio Moro; com suas palestras, Obama também levanta recursos para seu instituto; ele falou nesta manhã em São Paulo (Foto: Gisele Federicce)

247 – O Jornal Valor Econômico, que pertence ao Grupo Globo, convidou o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama para palestrar nesta quinta-feira 5 no Fórum Cidadão Global, organizado pelo veículo, junto com o Banco Santander e a AAdvantage.

Como todo ex-presidente, Obama, que falou nesta manhã em São Paulo, começa a viver de palestras pelo mundo. O mesmo aconteceu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi, no entanto, criminalizado pela Globo, por meio dos jornais O Globo, Valor e de todos os telejornais da emissora.

Lula recebeu por suas palestras, concedidas em vários países, por meio de sua empresa, a LILS, mas teve os recursos bloqueados pelo juiz Sergio Moro. Lula é criminalizado por ter recebido de empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato, como Odebrecht e OAS, que o contrataram para eventos corporativos.

Em uma entrevista em julho deste ano, o ex-presidente lembrou que ele e Bill Clinton, presidente dos EUA entre 1993 e 2001, eram os palestrantes mais bem pagos do século 21. "A prova da minha inocência é que coloquei esse dinheiro no Banco do Brasil, e não numa conta na Suíça", disse.

Com suas palestras, Obama também levanta recursos para seu instituto. A plateia de hoje, formada por líderes empresariais e clientes do banco, pagou entre R$ 5.000 e R$ 7.500 pelo ingresso. O evento acontece no Teatro Santander, no Shopping JK Iguatemi, zona sul da cidade.

"A ideia do fórum é debater e divulgar as variadas ferramentas que os líderes da sociedade civil podem usar para estimular a cidadania, em um cenário de rápidas mudanças no mundo. A tecnologia, as empresas, a mídia e os indivíduos têm papéis a desempenhar na formação da consciência comunitária e na construção de um futuro melhor", descreve o Valor, em seu site.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247