Globo tenta induzir leitor que 51 milhões em mala de Geddel seriam de Lula, Dilma e PT

Em mais uma capa tendenciosa, o jornal O Globo, histórico apoiador de golpes e das piores forças políticas do país, inclusive o golpe militar de 1964, tenta confundir o leitor; na manchete, a denúncia do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, contra Lula, Dilma e o PT; logo abaixo, com legenda menor, a dinheirama encontrada em apartamento ligado à Geddel Vieira Lima, ex-ministro de Michel Temer, cujo golpe, é claro, o jornal também apoiou

Em mais uma capa tendenciosa, o jornal O Globo, histórico apoiador de golpes e das piores forças políticas do país, inclusive o golpe militar de 1964, tenta confundir o leitor; na manchete, a denúncia do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, contra Lula, Dilma e o PT; logo abaixo, com legenda menor, a dinheirama encontrada em apartamento ligado à Geddel Vieira Lima, ex-ministro de Michel Temer, cujo golpe, é claro, o jornal também apoiou
Em mais uma capa tendenciosa, o jornal O Globo, histórico apoiador de golpes e das piores forças políticas do país, inclusive o golpe militar de 1964, tenta confundir o leitor; na manchete, a denúncia do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, contra Lula, Dilma e o PT; logo abaixo, com legenda menor, a dinheirama encontrada em apartamento ligado à Geddel Vieira Lima, ex-ministro de Michel Temer, cujo golpe, é claro, o jornal também apoiou (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Em mais uma capa tendenciosa, o jornal O Globo, histórico apoiador de golpes e das piores forças políticas do país, inclusive o golpe militar de 1964, tenta confundir o leitor.

Na manchete, a denúncia do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, contra Lula, Dilma e o Partido dos Trabalhadores (PT).

Logo abaixo, com legenda menor, a dinheirama encontrada em apartamento ligado à Geddel Vieira Lima, ex-ministro de Michel Temer, cujo golpe, é claro, o jornal também apoiou.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247