Globo usa entidades para pedir punição a manifestantes

"A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Asoociação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) repudiaram, com veemência, a invasão MST ao parque gráfico do GLOBO", aponta reportagem do jornal O Globo, sobre a ocupação promovida por 800 mulheres, nesta quinta-feira, em protesto por democracia; Globo apoiou os golpes de 1964 e 2016 no Brasil

"A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Asoociação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) repudiaram, com veemência, a invasão MST ao parque gráfico do GLOBO", aponta reportagem do jornal O Globo, sobre a ocupação promovida por 800 mulheres, nesta quinta-feira, em protesto por democracia; Globo apoiou os golpes de 1964 e 2016 no Brasil
"A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Asoociação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) repudiaram, com veemência, a invasão MST ao parque gráfico do GLOBO", aponta reportagem do jornal O Globo, sobre a ocupação promovida por 800 mulheres, nesta quinta-feira, em protesto por democracia; Globo apoiou os golpes de 1964 e 2016 no Brasil (Foto: Leonardo Attuch)

247 – A Globo usou entidades em tem influência para pedir repressão aos manifestantes que ocuparam o parque gráfico da empresa nesta manhã. "A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Asoociação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) repudiaram, com veemência, a invasão MST ao parque gráfico do GLOBO", aponta reportagem do jornal O Globo, sobre a ocupação promovida por 800 mulheres, nesta quinta-feira, em protesto por democracia. A Globo apoiou os golpes de 1964 e 2016 no Brasil.

Abaixo, trecho da reportagem do Globo:

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Asoociação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) repudiaram, com veemência, a invasão MST ao parque gráfico do GLOBO.

Em nota conjunta, as entidades afirmaram que "é inadmissível que um grupo, que se diz defensor das causas sociais, ameace e ataque profissionais e meios de comunicação que cumprem a missão de informar a sociedade sobre assuntos de interesse público".

O texto diz ainda que "atos criminosos como este são próprios de grupos extremistas, incapazes de conviver em ambiente democrático, e não pautarão os veículos de comunicação brasileiros".

A Abert, a Aner e a ANJ pedem apuração dos fatos, "com a punição dos responsáveis, para que vandalismos como este não voltem a se repetir".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247