Google e Youtube anunciam fundo global para checagem de fatos

Iniciativa apoiará mais de 130 organizações de 65 países para combater a desinformação

www.brasil247.com -
(Foto: Reporodução)


247 -  O Google e YouTube anunciaram nesta terça-feira (29) a criação de um Fundo Global para Checagem de Fatos, no valor de US$ 13,2 milhões, que será doado à Rede Internacional de Checagem de Fatos (International Fact-Checking Network), da Poynter Institute. Segundo o Google, o fundo vai dar apoio a uma rede de 135 organizações, distribuídas em 65 países, que verificam informações em mais de 80 idiomas. 

"Trata-se da maior doação individual do Google e do YouTube para o trabalho de combate à desinformação, esforço que se soma às iniciativas e programas já existentes com o mesmo propósito de ambas as empresas por meio da Google News Initiative", disse o Google em comunicado divulgado à imprensa.

A partir do ano que vem, o YouTube vai realizar uma série de treinamentos para organizações de checagem de fatos interessadas em saber mais sobre a plataforma e sobre melhores práticas para estratégias e engajamento com conteúdo em vídeo.

Organizações de checagem de fatos poderão usar os recursos para incorporar novas tecnologias, criar ou ampliar sua presença digital, otimizar ferramentas de verificação e aumentar a capacidade de atrair mais leitores, graças a formatos inovadores como áudio, vídeo e podcasts. O fundo será inaugurado no início de 2023.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247