Guedes tentou ajudar Globo com investimento suspeito

Segundo Gustavo Guedes, irmão do ministro da Economia, Paulo Guedes, o titular da pasta afirmou a membros da Globo: "Você não vai poder mais cobrar quanto você cobra de assinatura, em coisas desse tipo. A tendência é isso custar zero, por causa da internet. E a família (Marinho) virou e falou: 'Isso nós não queremos'"; depoimento de Gustavo foi dado ao MPF; reportagem de André Barrocal, na Carta Capital  

Guedes tentou ajudar Globo com investimento suspeito
Guedes tentou ajudar Globo com investimento suspeito

247 - No dia 3 de dezembro, em depoimento ao Ministério Público Federal (MPF), em Brasília, Gustavo Guedes, irmão do ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o titular da pasta tentou ajudar a Rede Globo com um negócio suspeito. As informações constam em reportagem de André Barrocal, na Carta Capital.

"A Rede Globo de televisão foi procurada pelo Paulo Guedes, que falou assim: 'Olha, todas as empresas de mídia do mundo estão quebrando, todas'", contou Gustavo. "Você não vai poder mais cobrar quanto você cobra de assinatura, em coisas desse tipo. A tendência é isso custar zero, por causa da internet. E a família (Marinho) virou e falou: 'Isso nós não queremos'".

Gustavo depôs por ser sócio do irmão na empresa que concebeu o negócio, a BR Investimentos. Ocorrem duas linhas de investigação:

 

Uma delas mira um negócio específico feito por um fundo de investimento concebido por Guedes e sua BR Investimentos. Foi montado pelo ministro com verba de fundos de pensão cm o objetivo de apostar em negócios na área da educação, o FIP BR Educacional, que apostou numa companhia, conforme um relatório da Previc, o órgão federal fiscalizador dos fundos de pensão: a HMS, que, por sua vez, tentou ajudar a Globo, pelo que se vê no depoimento de Gustavo Guedes.

Segundo a reportagem, foi na HSM onde primeiro botou dinheiro o FIP bolado por Paulo Guedes. "A Globo havia entrada de sócia na HMS. Fez isso através da empresa Geo Eventos, uma sociedade entre ela e a RBS, sua retransmissora no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina", diz um trecho da matéria. "Na época do nascimento do FIP (2009) e do investimento do fundo na HSM (2010), Guedes era colunista da revista Época e do jornal O Globo, ambas publicações globais. Foi até meados de 2018, aliás", recorda.

Mais revelações

Gustavo Guedes também afirmou que vários investigadores forma procurados para falar, "em tese, sobre educação". De acordo com Gustavo, ele e o irmão fizeram uma proposta à Globo e à RBS.

"Tem aqui uma empresa chamada HSM, vocês dois podem vir, você vão agregar valor à companhia, porque você é o rei da transmissão (RBS), você é o rei da mídia (Globo) e nós somos o rei do conteúdo", disse.

Gustavo disse por que o negócio não deu certo. "As duas (Globo e RBS) brigaram", afirmou Gustavo. "Elas não executaram o business plan da companhia e ao mesmo tempo estavam brigando."

Por causa da briga, o FIP saiu da HSM. Ainda segundo a reportagem da Carta Capital, uma auditoria foi aberta e não deverá demorar para terminar.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247