Guga Chacra: em nenhum país sério presidente indica filho embaixador

O correspondente internacional, Guga Chacra, disse à Globo News nesta sexta-feira (12) que é "impensável em qualquer democracia séria no planeta" um presidente indicar um filho para uma embaixada, referindo-se a intenção de Jair Bolsonaro de enviar o Zero-Três para ser o representante brasileiro em Washington

Guga Chacra e Eduardo Bolsonaro
Guga Chacra e Eduardo Bolsonaro

247 - O correspondente internacional, Guga Chacra, disse à Globo News nesta sexta-feira (12) que é "impensável em qualquer democracia séria no planeta" um presidente indicar um filho para uma embaixada, referindo-se a intenção de Jair Bolsonaro de enviar o Zero-Três para ser o representante brasileiro em Washington.

"Seria algo inédito, sem precedentes para democracias, é algo impensável para um país como a França a nomeação do filho de um presidente para ser embaixador em Washington. É impensável na Alemanha, na Holanda, na Suécia, no Canadá, é impensável em qualquer democracia séria no planeta", afirmou o jornalista.

Subindo o tom, Guga Chacra questinou "onde é comum?" esse tipo de indicação, e ele mesmo respondeu: "o único caso é de uma ditadura extremista religiosa que pertece a uma família".

No caso, a da Arábia Saudita, que, entre 2017 e 2019, teve Khalid bin Salman, filho do rei Salman, como embaixador em Washington. "Quem o nomeou foi o ditador da Arábia Saudita, o irmão dele, Muhammed bin Salman, aquela figura sanguinária, acusado de assassinato do jornalista Jamal Khashoggi".

Sobre as credenciais de Eduardo Bolsonaro, que disse ter feito intercâmbio e fritado hambúrguer nos Estados Unidos, Guga Chacra lembrou que Victor Boyadjian, o profissional que fez a reportagem exibida no programa, tem um diploma de mestre em administração pública pela Kennedy School, de Harvard, "só para ficar claro a diferença sobre o que o Eduardo Bolsonaro está falando", disse.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247