"Hacker" de Araraquara tentou se passar por melhor amigo de Glenn na internet

O personagem apresentado pelas autoridades brasileiras como responsável pela intercepção das mensagens de autoridades, o suposto "hacker" Walter Delgatti, procurou influenciadores de esquerda nas redes sociais, dizendo-se grande amigo de Glenn Greenwald, editor do Intercept, aponta reportagem de Cleber Lourenço, na revista Fórum

(Foto: Reprodução)

Por Cleber Lourenço, na revista Fórum – Uma internauta que por receio de represálias preferiu não ser identificada pelo seu nome completo (chamaremos ela de Isa) relatou à Fórum que Walter Delgatti Neto, o “Vermelho”, a procurou no dia 30 de junho afirmando ter material exclusivo de conversas entre autoridades da Lava Jato que ainda seriam publicadas no The Intercept. A internauta repassou os prints da conversa para a Fórum.

O primeiro contato de Delgatti se deu pelo Instagram. Na ocasião, afirmou ser estudante de direito e amigo de Glenn Greenwald. E pediu que Isa o procurasse pelo WhatsApp para que pudesse passar os tais arquivos de conversas exclusivas e passou a ela um número com código de área dos Estados Unidos.

Nesta conversa, Isa afirma que ele a enviou um print de uma suposta conversa com um dos procuradores da força-tarefa da Lava Jato. Ela não se lembra o nome do procurador e não guardou a mensagem. “Apaguei essa mensagem logo na sequência, porque achei estranho e fiquei com medo.”

Delgatti continuou procurando-a com a mesma conversa em outros dias, o que demonstram os prints enviados por Isa. “Achei estranho e que ele estaria mentindo. Que era história inventada e que ele teria me encontrado no Instagram por causa do meu Twitter, onde sou ativa politicamente, tem o meu link do Insta”, explicou.

Delgatti, aliás, segue vários jornalistas e políticos no Twitter, tanto de direita quanto de esquerda. Na pesquisa realizada, verifiquei que também segue o autor desta nota.

Nesta quarta-feira (24) o advogado de Delgatti alegou que seu cliente tem problemas psiquiátricos, como Adélio Bispo. O que se vier a ser condenado pode lhe garantir uma prisão hospitalar ou domiciliar.

Confira os prints logo abaixo:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247