Haddad: é difícil América Latina eleger outro Bolsonaro

Em entrevista ao canal do apresentador João Gordo, Fernando Haddad disse que "muito dificilmente um país latino-americano elegia alguém com o perfil do Bolsonaro"; "Não consigo nem conceber alguém com esses traços chegar a presidente da república. Tem uma coisa nossa que precisa ser cuidada, uma coisa local"

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-prefeito Fernando Haddad participou do Panelaço, canal do YouTube comandado pelo músico e apresentador João Gordo, e disse que a onda de ódio no país está crescendo cada vez porque o próprio Estado apoia isso.

"Está rolando uma coisa muito perigosa. Você pode apoiar um governo, mas isso não te dá o direito de validar violência do Estado. Se as coisas saírem do controle, não é legal. E eu não estou vendo muita gente atenta a isso", analisou.

"Muito dificilmente um país latino-americano elegia alguém com o perfil do Bolsonaro. Conheço razoavelmente bem a realidade argentina, uruguaia, chilena. Não consigo nem conceber alguém com esses traços chegar a presidente da república. Tem uma coisa nossa que precisa ser cuidada, uma coisa local".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247