Helena Chagas: Em Brasília, o joio são os outros

Jornalista do site Os Divergentes afirma que o clima está tranquilo em Brasília, enquanto não há investigações de fato abertas contra os políticos; enquanto isso há "tempo suficiente também para que todos eles participem da articulação que poderá resultar numa lei de anistia do caixa 2 e de outros crimes correlatos, separando, como dizem, 'o joio do trigo'. Com isso, resolve-se a vida de muita gente, até porque o comportamento geral segue a linha da cara-de-pau de sempre. Todo mundo recebeu caixa 2, e não propina. O joio são os outros"

Jornalista do site Os Divergentes afirma que o clima está tranquilo em Brasília, enquanto não há investigações de fato abertas contra os políticos; enquanto isso há "tempo suficiente também para que todos eles participem da articulação que poderá resultar numa lei de anistia do caixa 2 e de outros crimes correlatos, separando, como dizem, 'o joio do trigo'. Com isso, resolve-se a vida de muita gente, até porque o comportamento geral segue a linha da cara-de-pau de sempre. Todo mundo recebeu caixa 2, e não propina. O joio são os outros"
Jornalista do site Os Divergentes afirma que o clima está tranquilo em Brasília, enquanto não há investigações de fato abertas contra os políticos; enquanto isso há "tempo suficiente também para que todos eles participem da articulação que poderá resultar numa lei de anistia do caixa 2 e de outros crimes correlatos, separando, como dizem, 'o joio do trigo'. Com isso, resolve-se a vida de muita gente, até porque o comportamento geral segue a linha da cara-de-pau de sempre. Todo mundo recebeu caixa 2, e não propina. O joio são os outros" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em Brasília, apesar da expectativa da divulgação da segunda lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que pode ter até 400 nomes comprometidos, o clima está tranquilo, uma vez que "as coisas andam devagar", afirma Helana Chagas, do site Os Divergentes.

"Até que a citação no inquérito se transforme em investigação de fato, ou produza efeitos concretos, algum tempo se passará", diz ela.

"Tempo suficiente também para que todos eles participem da articulação que poderá resultar numa lei de anistia do caixa 2 e de outros crimes correlatos, separando, como dizem, 'o joio do trigo'. Com isso, resolve-se a vida de muita gente, até porque o comportamento geral segue a linha da cara-de-pau de sempre. Todo mundo recebeu caixa 2, e não propina. O joio são os outros", ironiza.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247