Heraldo Pereira pede nova retratação a PHA

De acordo com o jornalista da Globo, pedido de desculpas em dois jornais foi publicado fora do padro estabelecido pela Justia

Heraldo Pereira pede nova retratação a PHA
Heraldo Pereira pede nova retratação a PHA (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Era previsível. Depois de muita polêmica na internet, o jornalista Paulo Henrique Amorim, blogueiro do Conversa Afiada e apresentador da Record, publicou um texto de retratação em relação ao jornalista Heraldo Pereira, da Globo, a quem chamou de “negro de alma branca”, fora dos padrões determinados pela Justiça. Por isso, Heraldo Pereira, por meio do advogado Paulo Roque Khouri, entrou com recurso pedindo nova retratação.

Publicada no Correio Braziliense e na Folha de S. Paulo, o texto de retratação de Paulo Henrique Amorim ganhou adendos, colocando que PHA não foi condenado e que Heraldo Pereira não teria considerado a frase do jornalista racista. No caso da Folha de S. Paulo, o anúncio foi também publicado apenas na edição local do jornal – onde os anúncios são mais baratos. E, mesmo no blog Conversa Afiada, onde PHA teria que reconhecer que Pereira é um profissional de destaque, a retratação saiu dentro de artigos de terceiros, que continuavam a agredir o jornalista da Globo.

Para o advogado de PHA, Cesar Marcos Khouri, seu cliente teria cumprido literalmente o que foi determinado pela Justiça. A polêmica deve ganhar um novo capítulo nos próximos dias, quando o juiz responsável pelo caso determinar se PHA terá ou não que se retratar novamente.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email