Hipocrisia no BBB: entre o amor e a infração

Esse é um programa feito dos excessos - de silicone, de corpos seminus ou até nus, cerveja, álcool. Sexo como commodity; o álcool está lá pra turbinar as relações

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A TV Globo deu um show de hipocrisia na noite desta segunda-feira, 16. Ao invés de esclarecer a expulsão de Daniel, suspeito de estuprar Monique, Pedro Bial criou um mistério para aqueles telespectadores que, sem acesso às redes ou ao pay-per-view, não souberam do que aconteceu após a festa de sábado à noite no BBB. O apresentador do programa simplesmente informou ao público que a produção do BBB estava analisando "criteriosamente" o comportamento de Daniel desde a manhã de domingo. E, por ter cometido "infração" nas regras do Big Brother, o modelo acabou sendo expulso.

Que infração foi essa, Bial? No domingo à noite, o apresentador resumia a suspeita de estupro com a frase "o amor é lindo". Por que usar eufemismos para lidar com um caso de polícia? Se policiais baixaram no Projac para investigar um possível crime, é porque o assunto é sério. Por que então não aproveitar o gancho para debater o "estupro de vulnerável"? Quantas mulheres brasileiras já não viveram uma situação em que, por terem bebido além da conta, podem ter sido abusadas?

Por que ignorar o tema? Ontem, com amor, e hoje, com "infração"?!

Não se trata de reconhecer que houve estupro. Até porque isso é a polícia que vai dizer. E se a suposta vítima - a Monique - quiser registrar ocorrência.

O fato é que, se a Globo e Bial fizessem um mea-culpa, admitiriam a tese que o 247 defendeu há mais de uma semana - a de que começava mais um Big Bacanal do Bial.

Esse é um programa que é feito na medida certa. Na medida certa dos excessos - de silicone, de corpos seminus ou até nus, cerveja, álcool. E na medida certa da escassez de camas. É um programa do programa. Sexo como commodity. O álcool está lá pra turbinar as relações.

A produção do BBB só não contava com a possibilidade de que, dentre esses excessos, abre-se precedente para abuso. Para o "estupro de vulnerável", sobre o qual a polícia falou tanto hoje.

Até parece que a TV Globo, guardiã da conduta adequada, cidadã e altruísta, admitiria publicamente que o tipo de programa que ela transmite incentiva sexo e abre precedente para abusos e estupros!

Um big FAIL para o Big Brother. Decepcionou, Bial!

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email