Histórias de Primeiro de Abril

A imprensa internacional sempre utilizou a data para disseminar pequenas mentiras neste ano, o Brasil 247 aderiu tradio

247 - Primeiro de abril, dia da mentira, ou Fool´s Day, nos Estados Unidos. Uma data em que grandes publicações internacionais publicam pequenas inverdades, não apenas pelo prazer de iludir, mas também para escapar à dura realidade dos fatos. Neste ano, Brasil 247 aderiu à tradição, publicando uma falsa entrevista com o deputado homofóbico Jair Bolsonaro, em que ele assumiria sua homossexualidade – e o assunto foi um dos mais comentados no Twitter nesta sexta-feira.

Essa tradição vem de longa data. Em 1957, a austera BBC noticiou que, na Suíça, os agricultores haviam encontrado um modo de semear fibras de spaghetti. Vinte anos depois, o jornal inglês The Guardian publicou um longo artigo sobre as convulsões políticas na inexistente ilha de San Serriffe, no Pacífico, que seria comandada por um suposto General Pica. Em 1997, uma publicação inglesa noticiou que a internet seria fechada para um dia de limpeza – sites inativos seriam removidos. Outra história, publicada por uma revista de ciência do Novo México, um dos 50 estados norte-americanos, dava conta de que os legisladores do Alabama votariam uma lei para mudar o número Pi (3,1415926). E, neste ano, a CNN noticiou a morte de Jack Chan, astro de Karatê Kid.

Não nos leve a mal, Bolsonaro. É apenas uma pequena homenagem que decidimos prestar ao imortal Pinóquio.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247