Internet manda recado a Bolsonaro: '64 foi golpe e o Brasil não tolera mais ditadores'

Internautas levaram a expressão "foi golpe" ao Trending Topic, do Twitter, em repúdio à iniciativa do governo de mandar aplicar nas provas do Enem o termo "revolução" em referência à Ditadura Militar (1964-1985)

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - Internautas foram ao Twitter repudiar a iniciativa do governo Jair Bolsonaro em ter mandado trocar no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a expressão histórica "golpe de 64" pela denominação "revolução", usada por militares. 

"O Brasil sabe que 64 foi golpe e não tolera mais ditadores", escreveu o ex-deputado federal Chico Alencar (Psol-RJ).

O Psol também publicou na rede social que o pedido do governo "é aviltante". "Nosso país não esquecerá o terror da ditadura militar", disse.

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas afirmou que "a História não será apagada!". "64 foi Golpe e a Ditadura foi um dos piores capítulos da nossa História".

Outra pessoa escreveu: "não foi revolução seu escroto misógino de merda FOI GOLPE".

"Foi golpe, massacre, censura, estupro, morte", disse outro internauta. 

A deputada federal Fernanda Melchionna (Psol-RS) afirmou que se pode deixar Bolsonaro reescrever a História e transformar "esse período cruel e desumano em celebração".

 

 

 

 

 

 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247